sábado, 13 de abril de 2019

80 TIROS

"80 tiros" parece nome de filme, daria bom título pra 1 poema.
Mas a extensão do ato macabro não pede lirismo,
mede a insanidade e a indignação.

Drummond precisou de apenas 1 tiro para acordar
a madrugada com "a morte do leiteiro".

Ando ensurdecido,
o barulho da aurora em meus ouvidos
parece grave estampido de canhão.

Ultimamente quando escrevo sinto que vai sair uma de História.
Mas eu não quero ensinar História para mais ninguém,
desisti de ensinar mas não desisti da História.
Eu submeti a História à Poesia que transcende os limites da ciência
que se vende de acordo com a circunstância e a conjuntura.

A Poesia tem canal direto para alma que necessita
de um terceiro tom, a minha alma principalmente.
*
*
Baltazar Gonçalves

DIA DOS NAMORADOS, PRA FALAR DE AMOR

Pode parecer estranho evocar a imagem de uma casa em ruína para falar de amor no dia dos namorados. Para falar de amor toda metáfora alça v...