quinta-feira, 17 de maio de 2018

ABSTER

ao contrário,
o dia manheceu
engolido por ontem.
onde está o sonho, euforia
da última paixão inesquecivel?
deitado no aspero do papel
espero o alvorecer furioso
do alcance das palavras
e abster tragado
antes de mais nada.
*
*
Baltazar Gonçalves

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você veio até aqui, comente!

Impressões sobre o livro O ÍNTIMO DA CASA, de J. A. Castro

Os poemas do livro O ÍNTIMO DA CASA, de J. A. Castro são janelas e portas que dão para o interior da memória de uma casa habitada na infâ...