sábado, 22 de julho de 2017

MUSA, EMPRESTA A LIRA?


SEGREDO DE ELEVAÇÃO

há um prazer oculto
nos mistérios mas é secreto

no gozo
na dor
na glória
e na luz

êxtase, epifania, elevação
segredo
revelado
no caminho da solidão

mas é um segredo
que não se conta nem agora nem depois
*
*
Baltazar

FOTO-FÁTUO

Poema inédito inspirado na arte de Jeannette Priolli para o projeto 'TODA IMAGEM TAMBÉM É TEXTO' de Jose Couto
fogo frio 
jorro em brasa 
de lâmina no rio 
asa 
onírica 
flâmula tremula 
red and bleu
desmaio pousa 
espada em chama 
língua 
fogo-fátuo
sangra 
fio do aço 
no ar
margem sem margens
Jeannette Priolli armagedom 
geografia da cor
nua
vetor e seta 
colossal 
monumento
casa abissal ao poente
movimento capital
simetria do epicentro 
vago 
centro sobre capitel

***

NA PÁGINA DE ROSTO

Quando lê colore de afeto
as linhas do meu gesto
e
demoramos
como se o instante fosse um rito 
e a leitura desse conta da fome que nos afeta.
Assim permanecemos por um instante
como antes, mas sonâmbulos que acordassem
no susto de um pensamento vivo
último acorde entoado para ser esquecido.
O mundo é mesmo esse deserto
certo e extenso fora de nós
um não saber extremo, sede constante do absoluto.
Mas para dentro do impossível, na página de rosto,
a poesia nos abre caminhamos sobre este desaterro
e o rito da leitura derrama sobre nós algum alento.
*
*
Baltazar

ODE AO MUSGO

O musgo é bom companheiro, calados concordamos que lado a lado vão o mal tempo e a bonança. O musgo é paciente, seco espera a chuva e verd...