Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 26, 2016

COM IT DE CLARICE

COM IT DE CLARICE Só agora,
depois daquele outro agora,
é que refleti sobre o que você
disse ter pensado. Naquele então,
eu cantava a completude e quase
toquei a sua forma definitiva.
Era uma espécie de gozo seco
sem mucosas o que se deu.
Por não pensar e apenas sentir,
percebi a glória também como
passagem, sabe?!?
Ou antes, o que vai do
dado efêmero ao intangível
inacabado sem moldura
tão certo como dúvida madura
ou o júbilo na percepção do contrário.
Também.
Na direção oposta, entende?
Da glória eterna nunca criada
para a gélida certeza da morte.
Estou para dizer que eu estava it-ficado
naquele momento, naquele estado
lendo seu pensamento...
Quando o golpe certo fez rasgo
no raso da minha cabeça?
Nao sei por quê me tortura desse jeito...
Só sei que nesse agora-mesmo
o seu sangue grudento escorre
na composição de tudo,
tudo descontínua.
Eu nem convivo mais,
você sonha em mim.Antônio B.

O TEMPO DO MUSGO

#EraQuasePoesiaQuandoOsOutrosObjetosEntraramEmCena Você sabia que nós somos muitas pessoas numa só? Parece até que somos acúmulo de vidas passadas. Mas que bobagem, eu não sou espiritualista. Eu sou um jardineiro que fotografa suas flores quando desabrocham. Também faço retratados de pessoas, mas dá muito trabalho encontrar quem é a pessoa dentro dela mesma. Pessoa criança é diferente, são como flor na frente das lentes e irradiam o desejo de eternidade estampado em suas faces. Sou irmanado de tudo que faço, trago terra úmida nas mãos sujas, e gosto. Gosto tambem da chuva quando cai antes de eu terminar o que tinha começado. Nesses dias, quando chove, termino bebendo um pouco do céu como as mudas plantadas nos vasos.Eu fotografo quem não pede, fotografo coisas vivas esquecidas e formas gastas pelo tempo... Flor murcha, inseto morto e  seco, ervas rasteiras e frutas em decomposição na terra coberta de folhas também esquecidas. Eu tambem fotografo animais guardados vivos para o consumo,…