quarta-feira, 24 de junho de 2015

ÁGUA RASA


POEMA PÍLULA, SIGA A ORIENTAÇÃO MÉDICA!


CONSTRUÇÃO, ADMITIMOS!


QUEM SABE MENTE


DIÁLOGO


A solidão levara Pedro ao isolamento, no silêncio pôde ouvir sua voz. Depois de aceitar que as vozes que restaram eram projeções de si em outros tempos, passei ao diálogo.
- A pessoa discorda na oração. (diz os óculos)
- Concordo, tem razão. (acrescenta o isqueiro)...

- Deixe estar como está. (alcança Pedro, ainda no portão, a fumaça do cigarro)




Antônio B.

LUCILA


Gosto do perfume barato
dos homens brutos,
gosto das mãos certas ...

e brutas daqueles homens
depois do banho umedecidas
em volúpia.


Coro, vermelha por dentro da pele tocada firme.

A pele macia
sem cheiro e crua,
rasga estria quando
abrupta, contígua
e ainda mais bruta
me sinto outra.



Antônio B.

CAPA


O narrador fechou o livro,
deu de ombros e saiu da história.
Já era quase poesia quando os outros
objetos entraram em cena.



Antônio B.

Saio cedo, navego longe.

A liberdade que já não cabe no mundo  tem morada no meu barco.  Saio cedo, navego longe.  Também pesco palavras fora do lugar.  Se sant...